Demanda...

Prestes a morrer e preguiçoso
Perdendo forças freqüentemente
E tempo online, pelo que sente,
Em busca de gozo...

Por maior solidão que seja,
Não existe amor e nem sorte.
Apenas um caminho de morte
Se é que vale o que deseja.

Não mais, levo minha vaga,
Para os arquivos do esquecimento.
Lá pelas bandas offline do mistério.

Pode ser que eu encontre a praga,
A mesma alcoólica do vento :
Que fez de mim um homem sério...


GREDILHA,marcio.

Poeta de rua

1 Comment:

  1. Sonia Regly said...
    Parabéns pelo Blog.Vim te convidar para conhecer o Compartilhando as Letras, sua visita muito me honrará.Bjs.

Post a Comment




 

Política de privacidade

Blogger Template Sponsored by Top 10 Best Business Web Hosting Reviews