Serenata louca

Sensibilidade de irradiação por feixe
Num olhar desprovido de quimera
Busca insana pelo choro, quisera
Desfrutar da liberdade de um peixe.

Oh, ânsia perfundida! não me deixe
Pra encontrar o câncer de uma esfera
Dentro da anatomia que exaspera
Triunfando mórbido com desleixe...

Arranca de mim o desenrolo
Incansável arte que a dor não soube
Na destreza eviscerada do consolo

Desfazer o breu que em mim não coube,
Amargurado com seus atos; este tolo,
Pede à vida que ao louco amor não roube.

 GREDILHA,marcio

0 Comments:

Post a Comment




 

Política de privacidade

Blogger Template Sponsored by Top 10 Best Business Web Hosting Reviews